Grama sintética ou natural em campos de futebol - 10/09/2014

Uma dúvida sobre o que é melhor: grama natural ou grama sintética?
Eis uma questão que pode ser abordada por diversos aspectos e pontos de vista diferentes. Vamos tentar levantar os pontos mais significativos para que você possa tirar sua própria conclusão, pois para nós essa dúvida não existe.

Aspecto visual

Inicialmente a grama natural se equipara a grama sintética neste aspecto, mas ao longo do tempo com o uso e condições climáticas as diferenças logo aparecem. A grama natural vai perdendo as suas propriedades visuais diferentemente da grama sintética que mantêm suas características permanecendo sempre verde.

 Usabilidade

Os campos de grama natural possuem algumas restrições quanto ao uso em excesso, pois é necessário um tempo de “descanso” natural para a grama ou até mesmo em função das condições climáticas desfavoráveis em dias chuvosos. Caso contrário o desgaste inevitavelmente acaba prejudicando a saúde do gramado e consequentemente do negócio. Diferente dos campos com grama sintética em que se costuma dizer que o funcionamento é “full time”, ou seja, disponível a todo o momento sem restrições.

 Instalação

Num campo de grama natural após a instalação é necessário um período de assentamento das leivas. Ao passo que com grama sintética a disponibilidade de utilização será imediata após a conclusão do serviço. Sendo obrigatoriamente necessária uma equipe profissional de instalação para que a qualidade do campo e garantias de produto e serviços mantenham suas propriedades.

 Manutenção

A grama natural em campos de futebol necessita de manutenção regular. Atividades como a irrigação, fertilização, reparação, corte, marcação das linhas e aeração são práticas recorrentes ao longo de toda vida útil do gramado.  Ao passo que num campo de grama sintética a manutenção fica reservada apenas a varredura dos fios e reposição de borracha granulada em intervalos de tempos bem maiores.

 Durabilidade

Esta pode ser uma questão determinante para o esclarecimento sobre qual investimento deve ser feito. Obter uma longevidade com a grama natural é necessário manutenção periódica, substituição de leivas e outras tentativas, no entanto todas estas alternativas geram um alto custo no projeto. Diferente de empreendimentos com uma grama sintética de qualidade e a correta manutenção, onde se estima que os campos tenham uma durabilidade com variação entre 9 e 12 anos em boas condições.

 Segurança e abrasividade

As primeiras instalações de grama sintética nos anos 80 geraram certa desconfiança, pois não foram produzidas para a prática do futebol. O produto final era mais duro que a grama natural e também causava mais lesões, desta forma houve uma resistência e a grama sintética não foi bem aceita pelos atletas amadores e profissionais da época. No entanto a grama sintética continuou se desenvolvendo ao longo dos anos, chegando a “terceira geração de grama sintética”, com areia e granulado de borracha, no início do século XXI. Esta evolução acabou com problemas de abrasividade, onde os atletas constantemente se queimavam quando caíam ou deslizavam nos campos; problemas das lesões como entorses e tendinites, pois a areia e o granulado de borracha proporcionaram uma maior estabilidade para a movimentação dos atletas e melhor absorção de impactos.

E então...

Que tipo de grama você colocará no seu empreendimento?


Notícia Anterior

Próxima Notícia